quarta-feira, 21 de julho de 2010

Jogos e Atividades Lúdicas

As atividades lúdicas (jogos, brincadeiras, brinquedos...) devem ser vivenciadas pelos educadores. É um ingrediente indispensável no relacionamento entre as pessoas, bem como uma possibilidade para que afetividade, prazer, autoconhecimento, cooperação, autonomia, imaginação e criatividade cresçam, permitindo que o outro construa por meio da alegria e do prazer de querer fazer e construir.


Quando crianças ou jovens brincam, demonstram prazer e alegria
em aprender. Eles têm oportunidade de lidar com suas energias em busca da satisfação de seus desejos. E a curiosidade que os move para participar da brincadeira é, em certo sentido, a mesma que move os cientistas em suas pesquisas. Dessa forma é desejável buscar conciliar a alegria da brincadeira com a aprendizagem escolar.

Alguns trabalhos que desenvolvi:

Caixas ilustradas – Sílabas

Pode-se trabalhar a deficiência auditiva com este jogo


Objetivo: Desenvolver a percepção da linguagem escrita; promover a associação da palavra com a figura. Este jogo é direcionado à crianças que já perceberam que cada sílaba representa um som e necessitam superar essa hipótese, de modo a entender que cada letra representa um som.

No caso do deficiente auditivo, o professor poderá trabalhar a alfabetização em libras.

Materiais necessários :Caixinhas de fósforo; figuras pequenas; recortes com as sílabas.

Você irá encapar as caixinhas de fósforo (ou qualquer outro objeto similar). Cole na superfície da caixinha o desenho de alguma fruta, objeto ou animal, por exemplo, e coloque dentro da caixinha as sílabas que formam o nome da figura.

Número de Participantes: Toda a turma, que pode ser dividida em duplas.

Modo de jogar: Os alunos escolhem três caixinhas cada dupla e devem ordenar as sílabas de modo que formem o nome da figura. Depois devem registrar no papel a palavra formada.

Duração: Essas atividades podem ser feita durante o processo de alfabetização.

Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

É preciso que o aluno já tenha iniciado a percepção de que a escrita representa os sons da fala.

Estratégias e recursos da aula
Recomendo que a atividade seja feita em dupla. Fazendo a atividade com o colega, as crianças poderão trocar hipóteses sobre a escrita das palavras, o que possibilitará maior avanço no processo de alfabetização. È também uma forma de inclusão do aluno deficiente auditivo ao grupo. Ele estará se interagindo melhor com os colegas.
Avaliação

Com essas atividades, os alunos deverão perceber que cada letra do sistema alfabético representa um fonema.

Painel de Quantidades (Hora do Conto)

Trabalhar com deficiente visual


Inspirado no livro "Um amor de confusão" (Dulce Rangel)

Material: O livro, (no caso, editei um filme do livro), um painel de feltro decorado em emborrachado EVA, com uma galinha, 11 cestinhas numerados de 0 a 10, inclusive em braile, e 55 ovinhos, que poderão ser confeccionados com texturas (usar lixa, tinta relevo, tecido) e tamanhos diferentes.

Objetivo: Desenvolver a percepção de quantidade e de adição. É direcionado a alunos da Educação Infantil ou 1º ano do Ensino Fundamental. Pode-se trabalhar com alunos deficientes visuais, pois tem a numeração em braile e o aluno irá manusear os ovinhos para identificar as quantidades.

Desenvolvimento: A professora faz a leitura do livro, com bastante entonação, ou passa o filme, enquanto coloca as ovinhos, aleatoriamente, nas cestinhas. Ao final, os alunos, em grupo, irão organizar nas cestinhas, as quantidades corretas de ovinhos.

A História:

Um Amor de Confusão
(Dulce Rangel)

Dona Galinha um ovo botou. Mas, quando foi passear, outros dois ovos no caminho ela encontrou.
Um ovo mais dois ovos com três ovos ela ficou. Dona Galinha os três ovos em seu ninho colocou. Mas, quando foi passear, outros dois ovos no caminho ela encontrou.
Três ovos mais dois ovos com cinco ovos ficou. Dona Galinha os cinco ovos em seu ninho colocou. Mas, quando foi passear, mais três ovinhos no caminho ela encontrou.
Cinco ovos mais três ovos com oito ovos ela ficou. Dona Galinha os oito ovos em seu ninho arrumou. Mas, quando foi passear, mais um ovo ela achou.
Oito ovos mais um ovo com nove ovos ela ficou. Dona Galinha os nove ovos em seu ninho ajeitou. Mas quando foi passear um ovo enorme ela encontrou.
Nove ovos mais um ovo com dez ovos ela acabou.
E, com paciência e carinho os dez ovos ela chocou.
Mas, que surpresa não foi o dia em que os ovos se abriram. Vocês nem podem imaginar os bichos que da casca saíram.
Nasceu ganso, pato, marreco e tartaruga. Apareceu codorna, pintinho e até um jacaré.
Agora eu só quero ver a confusão que vai ser na hora que essa turma sair pra comer. Có!???

Veja o vídeo do livro:
video

Nenhum comentário:

Postar um comentário